Pare de correr e comece a viver

Publicado: agosto 13, 2013 em Textos de Reflexão, Todo conteúdo
Tags:, , , ,

fdsdfPergunte a qualquer pessoa do seu trabalho ou amigos se eles estão tranquilos ou se estão repletos de atividades para fazer. É raro alguém responder que está sossegado, sem muitos afazeres para cumprir. Nossa sociedade está viciada em ficar ocupada. Estamos sempre comprometidos, com muitas tarefas pendentes, correndo de um lado para o outro, abarrotados de e-mails para ler, etc.

Passamos a viver tão freneticamente que mal percebemos as atividades deixadas de lado. E são exatamente essas que realmente precisam ser vividas. Os anos passam, mas não conseguimos sair desse ciclo vicioso da pressa, do urgente, do “para ontem”.
O problema é que nesse turbilhão de atividades, a maioria das pessoas não consegue alcançar aquilo que desejam de verdade. A raiz dessa questão provavelmente é simples: não alcançamos os objetivos porque não sabemos – ou definimos – o que queremos alcançar.
A falta de clareza gera uma série de opções e decisões erradas. Como em um círculo, não encontramos um fim. Ficamos paralisados e deixamos de usar o nosso potencial na busca daquilo que verdadeiramente almejamos.É difícil pensar e aceitar isso, mas é uma realidade.
Você já parou para pensar sobre o que realmente gosta, pelo que realmente é apaixonado? Experimente fazer uma lista de 10 atividades pelas quais você é deslumbrado ou mesmo algo que gostaria de viver. Pode ser, por exemplo, passar um tempo com sua família; viver uma vida de forma abundante e próspera financeiramente; ser reconhecido pela sua competência e talentos na sua profissão; viajar e se divertir com seus amigos, realizar algo que verdadeiramente dê sentido à sua existência.
A partir dessa classificação de tarefas que você ama fazer ou que gostaria de viver, faça o ranking das 3 mais desejadas. Se for viável, pense em alguma atividade que possa entrar na sua agenda nas próximas duas semanas e agende-se para realizá-las.
Sua lista de paixões é a ajuda para complementar a pergunta essencial que você deve fazer a si próprio constantemente, para ter mais tempo: o que é realmente importante na minha vida e como posso viver para cumprir as minhas idealizações nos próximos meses?
Se você continuar somente a correr, nunca conseguirá parar para entender as atividades de que realmente gosta de dedicar atenção.
Talvez, você sempre irá reclamar que o tempo passa rápido demais. Nesse caso, lembre-se que o tempo físico não mudou quase nada nos últimos séculos, mas que talvez você seja um “atleta do tempo”, e nem percebeu.
Pare, ande e pense como viver pelos seus verdadeiros objetivos e pelas coisas que realmente são essenciais à sua realização pessoal. A vida passa rápido demais para quem vive correndo! Pense nisso!

Obrigada por fazer parte desse Blog..

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s